top of page
Buscar
  • Foto do escritorBTI Technology & Intelligence

A GEOINT como base do planejamento das operações na Ucrânia


(Cruzador russo Moskva, no porto de Sevastopol, na Crimeia, em 7 de abril de 2022. Fonte: Maxar Technologies)

Nos Estados Unidos, a Agência Nacional de Inteligência Geoespacial (NGA), que coleta, analisa e distribui imagens de satélites em apoio à segurança nacional norte-americana, está monitorando eventos na Ucrânia e compartilhando Inteligência com nações parceiras envolvidas em missões conjuntas. A NGA está engajada em apoiar esses parceiros com Inteligência Geoespacial (GEOINT) durante todo o conflito, além de compartilhar imagens comerciais e incentivar empresas dos EUA a ajudar a OTAN.


A NGA enviou pessoal para a área de operações do Comando Europeu dos EUA (EUCOM) para treinar alguns parceiros militares no Sistema de Reconhecimento Aéreo, Imageamento e Mapeamento Tático Avançado (ARTEMIS), um pequeno Sistema de Aeronave Remotamente Pilotada (SARP) da empresa sueca Hexagon (com sede, também, no Brasil) usado para fornecer imagens aéreas de alta resolução espacial quando as condições climáticas não são ideais para a coleta de imagens por satélites.


É o estado-da-arte da GEOINT em apoio a operações militares, capacitando as Forças Armadas ucranianas a criar seu próprio sistema de Geointeligência.



(Traduzido e adaptado de um artigo de Nathan Strout, publicado no website C4ISRNET, disponível em www.c4isrnet.com).

16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page